Artigos

Imprimir

Consolo e distrações de uma senhora - Capítulo IX

Escrito por Luciana Araújo Ligado . Publicado em Consolo e distrações de uma senhora

Capítulo IX – Distrações e Felicidade.

 

O jantar em comemoração aos vinte e um anos de casamento seguira sem nenhuma gafe apesar dos modos um tanto chamativos da senhora Olívia Bennet, que, para a alegria de seus cinco tesouros consubstanciados nas figuras de suas filhas, não aparentava ser a mesma senhora triste sentada no banco do jardim no outono, esperando pelo marido e observando as filhas brincarem.

 

O senhor Augusto Bennet não prometera a esposa que mudaria sua postura e nem a senhora reduzira seus modos a uma postura mais tranquila e contida. As características incontestáveis de ambos não poderiam ser extraídas de suas personalidades. Não seriam remodelados.

 

Mas naquela noite de comemoração fizeram a promessa mais importante para a continuidade de seu casamento. Prometeram-se, de forma tácita, mas sincera, zelo pelo bem do outro e da família que haviam constituído.

 

A senhora Bennet, que antes se sentia triste e rejeitada, não criou a ilusão de ser amada por seu estimado marido como fora na juventude e nos primeiros anos de convivência matrimonial. Sabia que ambos estariam vivenciando uma mentira se dissessem conservar tal amor. Entretanto não negava nem para si, nem para ele, que se gostavam e seriam felizes; sobrevivia entre eles o amor familiar.

 

As viagens do senhor Bennet coincidentemente tornaram-se ainda menos frequentes, mesmo entendendo que o convívio diário com seis mulheres tolas perturbava-lhe a mente de forma intensa.

 

Não se pode negar que ambos pareciam satisfeitos, cada um a sua maneira. Seus corpos tornaram-se agradecidos com a recompensa do conforto e da satisfação conjugal. E suas mentes, um pouco menos atormentadas, proporcionavam a abertura do estreito caminho para a felicidade.

 

Todavia há quem relate que a senhora ainda não sossegara seus nervos; e direcionara sua energia sobressaltada e espalhafatosa ao desejo veemente de casar suas filhas.

 

 

Fim.